Documento produzido em audiência sobre educação no trânsito será encaminhado para órgãos públicos

Documento produzido em audiência sobre educação no trânsito será encaminhado para órgãos públicos

Uma audiência pública para discutir a educação no trânsito foi realizada na manhã desta quarta-feira, 26 de setembro, na Câmara Municipal de Vereadores, encerrando a Semana Nacional de Trânsito realizada, em Balsas – MA, no período de 18 e 25 de setembro, com o tema “Nós somos o trânsito”.

Participaram da audiência Departamento Municipal de Transito (DMT), Guarda Municipal, PRF, SAMU, 4ª CIRETRAN, Secretaria Municipal de Educação, Secom, Polícia Militar e representantes dos pais e mães de vítimas de acidentes no trânsito.

Representando os pais de vítimas do trânsito, Maria do Socorro F. Vieira, que perdeu sua filha Liana Vieira, em 2009, em um acidente de trânsito, fez um relato de sua história. “Minha filha tinha sonhos. Tornou-se advogada aos 23 anos; almejava ser juíza de direito e teve isso interrompido em um acidente que lhe tirou a vida aos 26 anos de idade. Isso mudou totalmente a vida da família. A impunidade é um problema sério, pessoas irresponsáveis são causadoras de acidentes e não recebem nenhuma punição. Só quem perdeu um familiar, um ente querido sabe a dor e o sofrimento que passamos”.

Israel Carvalho de Araújo, diretor do DMT, falou sobre as ações educativas do órgão na Semana Nacional do Trânsito e apresentou os números de ações que estão em execução pelo DMT para melhorar o trânsito da cidade. “Construímos, na atual gestão, 80 quebra-molas; na sinalização horizontal, pintamos 56 faixas de pedestres, sempre priorizando áreas escolares, de empresas e de grande fluxo de pessoas; foram confeccionadas 500 placas de sinalização vertical, que estão sendo colocadas nas ruas e avenidas da cidade”, detalhou.

O agente Bruno, representante da PRF, destacou que os números de acidentes de trânsito no Brasil causados por uso de celular ao volante, superou aos que tiveram como causa embriaguez ao volante.

Coordenadora do SAMU, Patrícia de Souza pediu que as pessoas não passem trotes ao SAMU, algo recorrente que atrapalha muito o trabalho dos profissionais do órgão.

Segundo o presidente da Câmara, vereador Moisés Coelho, que atua, como fisioterapeuta; mais de 50% dos atendimentos feitos em sua clínica são de vítimas de acidente envolvendo motos, pessoas paraplégicas, tetraplégicas ou com várias outras sequelas que resultam em muito sofrimento e prejuízo.

“Ou se tem uma educação voltada para o trânsito ou vamos continuar perdendo vidas para a violência, para a imprudência”, declarou vereador Sgto. Lusivaldo Lira.

A audiência produziu sugestões e propostas para melhorar o trânsito:

O diretor da Guarda Municipal, Mizael Martins, destacou que a corporação dispõe apenas de 10 agentes de trânsito para uma cidade que tem mais de 40 mil veículos circulando, o que é um número pequeno. Em seguida, pediu o aumento do efetivo para que se tenha uma fiscalização mais eficaz no respeito às lei de trânsito.

O vereador Paulo Júnior fez um relato da tragédia que envolveu, recentemente, membros de sua família, o deputado Stenio Rezende e a candidata Andreia Rezende, que foram vítimas de uma batida frontal em que o motorista alcoolizado do outro veículo acabou perdendo a vida. “Foram momentos muito difíceis para todos da família”, definiu. Em seguida, o vereador sugeriu que fosse crriada uma lei para obrigar as fábricas a produzir carros que alcancem apenas a velocidade máxima permitida por lei e compatível com o tamanho do veículo.

A vereadora Fransuíla Farias, que presidiu a audiência, apresentou um resumo das outras propostas. “É necessário aumentar o conteúdo sobre educação no trânsito nas escolas, o número de blitz realizadas pela PM e pelo DMT, cobrando o uso de equipamentos de segurança, como capacete e cinto de segurança, melhorias na sinalização das ruas, criação de um projeto para adequar o estacionamento de Balsas, em que só poderá adquirir um veículo pessoas habilitadas. Não queremos que não fiquem apenas na audiência, mas que essas propostas se tornem em ações em favor da melhoria no trânsito de Balsas”.

Ata foi registrada e será encaminhada para órgãos, como Ministério Público Estadual, Prefeitura Municipal e Mesa Diretora da Câmara Municipal de Vereadores.

Confira fotos da sessão

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Skip to content